segunda-feira, 9 de novembro de 2009

NDUMISSO NYOVANE 2

CAPE TOWN
Estacios Valoi
01/03/09

Sao poucos que conhecem a dimensão fenomenal da industria musical sul-africana. O carácter do musico Dumiso Nyovane, o seu talento, criatividade, seu movimento riquíssimo na voz num país promissor na arena musical.
Dnumisso entra na odisseia musical aos seus 12 anitos de idade quando forma a sua primeira banda profissional Varukwero. Nascido em Soweto Mofofo titulo do seu álbum o que significa orgulhoso da sua proveniência foi e ‘contnua; sendo auto didacta no uso do trompete após adquiri lo do antigo director da Gallo Africa Record Ray Nkwe nunca mais parou. Companhia na qual o rapaz por varais vezes adormecia tocando o seu predilecto instrumento.

Ndumiso a semelhança de outros músicos não foz a regra. Também tocou com outros músicos uns menos e outros mais conhecidos como a Banda popular Zimbabweana, Sipho Mabuse “Hosticks”. Contudo, a sua banda ‘ Varukwe ‘ funda no prelúdio dos anos 80 abraçou os palcos com outros músicos de renome como Papa Wemba, Blondie Makhene, Mara Louw, a Diva sul-africana Abigali Abigali Khubela, Luck Dube assassinado em 2007.

Pela primeira vez Ndumisso e convidado a fazer parte do festival e segundo ele e sente se honrado e um privilégio para o continente ‘ e momento de construir o nosso Estados Unidos de África e sentirmo-nos orgulhoso por sermos africanos.

Nesta 10 edição do Festival Internacional de Jazz Cape Town Ndumisso vai escalar aqueles palcos com músicos como Prisoners of Strange (RSA); Goldfish (RSA); Kyle Shepherd (RSA); Magic Malik (France); Napalma (Brazil/Moçambique), Pete Philly & Perquisite (Netherlands); Robert Glasper and The Experiment (US); Shakatak (UK); Siphokazi (RSA); Southpaw (RSA) and Stewart Sukuma (Mozambique) wizard Dr. Philip Tabane as well as award-winning, saxophonist McCoy Mrubata. “Jazz meets Opera’

Nao só destes traços e composta a carreira de Ndumiso. Também fez se presente em palcos a nível mundial, primeiramente em todo os Estados Unidos, Europa. Ásia e claro Africa e por duas vezes no famigerado festival de Sun Splash na jamaica. Contudo a lista dos presentes neste festival parece infindável a semelhanca dos anteriores.

Outros musicos“ The guitarist Jonathan Butler/saxophonist Dave Koz guitarist Jonathan Butler/saxophonist Dave Koz, Dutch pianist Mike del Ferro, South Africa’s diva Sibongile Khumalo and locally-based saxophone talent Shannon Mowday, Al Foster Quartet, Arturo Lledo (Spain), Dave Liebman Group (US), Dianne Reeves (US), Emily Bruce (RSA), Freshlyground (RSA), Hugh Masekela (RSA), Incognito (UK), Jonathan Rubain (RSA), Kyle Eastwood (US), Loading Zone (RSA), 340ml (Mozambique);

. Also present is Cape Town Jazz Orchestra, the first professional and city-wide jazz orchestra in post-apartheid, Maceo Parker (US), Maurice Gawronsky (RSA), New York Voices (US), Peter White (UK), Ringo Madlingozi (RSA), Rus Norwich’s collective imagination (RSA), The Stylistics (US) and Zap Mama (Belgium).


Dnumiso tambem actuou no festival Joy of Jazz, Arts alive, o festival de Jazz em Cape town North Sea, num dos shows da estacao de difusao sul-africana (SABC) no espaço Just Jazz e a sua música continua a passar pelas rádios e estacões televisivas local e não só.

Segundo o cantor, o seu estilo de musica e único e esta para alem deste mundo. É uma fusão da música sul-africana (Mgaqanga) e o Afro Jazz. Nas suas composições utiliza todos os instrumentos capazes de proporcionar ao ouvinte uma viagem transcendental a mistura de vários e diferentes estilos musicais carregados de muita energia.


O seu primeiro álbum intitulado Mofolo hall ( Akulawa) foi gravado nos estudios da Records CSR em 2001. Nyovane também afirmou que esta ‘ a cozinhar’ o seu segundo álbum esta sendo produzido na companhia de diferente artistas e com o lançamento previsto para o próximo ano.

Todavia de acordo com Nyovane, para além da sua música tambem toca Afro Jazz, Jazz Standard e kwasawasa só em algumas ocasiões especiais no continente.

Depois de Vakwero (irmão), actualmente o musico encontra se a trabalhar o seu novo álbum o qual de acordo com Nyovane ‘este e para voces’ porque e um daqueles que levou uma ‘ eternidade’

Em entrevista o músico expressou sua vontade de actuar em palcos moçambicanos. Vamos ver. Mas o meu périplo a procura do outro contínuo. Quiçá pudera dizer quem e o outro, o que e o outro. Nem eu sei! Presumo e espero uma longa caminhada rumo a/o outro.

Sem comentários:

Enviar um comentário