domingo, 3 de outubro de 2010

CHEFE É QUE MANDA

CHEFE É QUE MANDA
“A Frelimo é que fez a Frelimo é que faz”
Estacios Valoi
07/10/10
Em Quelimane pagamentos ilícitos continuam a florir no Conselho Municipal da Cidade de Quelimane pouco tempo depois de ser constatado a contratação de alegados familiares pelo edil do município
De acordo com alguns elementos dos órgãos de decisão deste município os secretários recebem entre 1000 a 8.000 algo que vai contra a lei estabelecida no Pais. Em Setembro de 2009 secretariado do comité da cidade foi suspenso segundo as nossas fontes deveu sem explicações claras relativamente a este acto.
Segundo pouco convincentes para a tal decisão circunscreve-se na falta de coordenação entre o partido, o secretário do comité da cidade e o município.
“O município, edil Pio Matos diz não haver coordenação entre o partido e o secretário do comité da Cidade. Após isto foi indicada uma comissão chefiada por Rodolfo João warela em coordenação com sete camaradas para dirigir o comité da cidade ate as eleições legislativas, presidenciais e províncias de 2009 num período de seis meses o que não veio a acontecer porque a comissão já leva um ano de mandato.
No comité da cidade para alem desta comissão, este funciona com os primeiros secretários dos comités de zona, esses primeiros secretários dos comités de zona deixam de exercer o seu papel como órgãos políticos agora estão a desempenhar papel de órgãos administrativos a mando do presidente do concelho municipal que lhes garantiu pagar o salário de oito mil meticais mensais alegando ter os nomeado como primeiro secretario dos”. Neste momento estão se a prepara as eleições para a eleição de um novo secretário.
No seio do partido Frelimo em Quelimane, enquanto uns tocam o tambor, outros dançam há os que c comem a maçaroca.
“Aquilo que nós chamamos de secretários permanentes o que a lei não prevê e não existe esta categoria de secretário permanente para as zonas urbanas, é uma violação mas o senhor presidente do conselho municipal faz isto para manter a sua segurança nas áreas económicas de modo que essas figuras políticas acatem com as suas ordens.
São todos camaradas do partido Frelimo, convenceu - os e neste momento esta com os secretários dos comités de círculo e já lhes garantiu 1000 meticais mensais. Houve uma reunião em que se discutiu que esses camaradas não deviam receber esse valor uma vez que o partido era grande e que tem muitos secretários de círculo, são 64 elementos que se assim acontecesse haveria vozes para que se fizesse o mesmo em outros lugares como Molocue, Mocuba em diante. Não pode ser apenas do partido Frelimo em Quelimane a receber e os outros não.
Por aquilo que sabemos o presidente do conselho municipal tem um salário que não sabemos qual e este salário de 64 mil para 64 secretários dos comités não compensa o salário do presidente. Mas o presidente teve a sua justificação alegando que foram eles que trouxeram a vitória do partido Frelimo na cidade de Quelimane. Mas ele foi questionado porque a vitoria do partido Frelimo não foi trazida só na cidade de Quelimane mas em todo o Pais. Esta gratificação do edil não deveria apenas ser direccionada só para os secretários de zona na cidade de Quelimane. Tudo o que esta a acontecer na cidade de Quelimane sobretudo tudo o que o edil de Quelimane esta a fazer não esta previsto na lei e, é do conhecimento do governador
Tudo na Zambézia é do conhecimento do governador que deixou o seu contacto a nossa disposição, assim como este caso. Estamos na base e ainda não sabemos o que esta a acontecer, esperamos que a conferência marcada para este mês de Outubro traga boas soluções para que o partido em Quelimane seja preparado e operativo.
Enquanto o governador da Zambézia Itae Meque anda em sirenetes de ensurdecer a qualquer um sempre que se desloca para as suas visitas diárias dentro do município em discursos repetitivos , há quém diga sem conteúdo vezes sem conta num ruído de matar. O caldeirão vai fervilhando no seio do partidão e as nossas fontes enfatizam.
“ Essas pessoa vem sendo pagas no inicio do mes de Abril deste ano e algumas pessoa dizem que este dinheiro continua a ser pago. Alguns secretários diziam que tem que se tratar em segredo mas como se trata de salários a quem recebe e que não recebe e já não é segredo.
A espera da provável conferencia para a primeira quinzena de Outubro, neste momento a nossa preocupação é que todos os candidatos ao comité da cidade estão desdobrando suas forcas para poder concorrer. Neste momento já se fala de um camarada mais forte e o Pio Matos não vai encontrar espaço para fazer os seus caprichos e fugir daquilo que são as suas obrigações conforme os estatutos do nosso partido. Foi indicado pelo partido Frelimo, os camaradas acolheram-no, toda a figura o respeito é graças ao partido Frelimo.
Os mil meticais é um assunto que ainda não foi gerido a nível geral mas tratou no partido, assegurar que depois das eleições esses 1000 meticais não passam, se o camarada Pio Matos acha que tem muito dinheiro vai entregar esse dinheiro ao partido e este vai gerir.

Sem comentários:

Enviar um comentário